No sábado (24), o Cerrado Basquete enfrentou mais um dos times que lutam pela liderança da Liga Ouro: o Corinthians. Diante de um ginásio lotado, o time candango foi derrotado pelo placar de 63×96. O cestinha do Verdão foi o ala Paulo, com 16 pontos, enquanto o maior pontuador da equipe visitante foi Reggie, com 20 pontos.

O placar elevado não condiz com o que aconteceu dentro de quadra. O Cerrado Basquete fez jogo duro do início ao fim da partida, mantendo-se vivo no placar até o início do último quarto. O recém-contratado Luis fez a estreia pelo time e agradou ao técnico Alexandre Jackson, que gostou da movimentação do novo armador.

Os visitantes começaram melhor a partida, aproveitando-se principalmente das bolas de três pontos e dos contra-ataques. Pelo lado do Cerrado Basquete, as ações foram concentradas principalmente no garrafão, apoiando-se na alta estatura de Iago e Eric. Em jogo bastante pegado, o primeiro período terminou com o placar de 17×30 para o Corinthians.

Para o segundo quarto, o técnico Alexandre Jackson pediu para o Cerrado Basquete dificultar a saída de bola dos paulistas, e a medida deu certo: Bruno Savignani, comandante corinthiano, precisou pedir tempo técnico para tentar corrigir o time paulista. O ataque do Verdão, porém, tentou, mas não conseguiu aproveitar as oportunidades. O período ficou empatado em 16×16 (33×46 no total).

Na volta dos vestiários, a bola do Cerrado Basquete não queria cair. O armador Fred, que ainda está se recuperando de lesão, passou a ficar mais no banco para dar lugar ao novato Luis, que entrou com boa movimentação e ajudando bastante na defesa. Apesar dos esforços, os candangos perdiam por 50×70.

No último quarto, o pedido do técnico do Cerrado Basquete, Alexandre Jackson, foi bem simples: apertar a marcação e dificultar ao máximo as ações do perímetro do Corinthians. Novamente, os jogadores atenderam ao comandante, porém foram barrados mais uma vez na mão descalibrada na hora de atacar. Com o tempo, o cansaço atingiu os jogadores de casa e o Corinthians aproveitou para abrir larga vantagem.

“Tivemos vantagem em alguns momentos, mas temos certeza que se trabalharmos bem, vamos conseguir a vaga para a próxima fase. O projeto Cerrado é muito grande e tenho certeza que a torcida vai estar conosco até o final”, analisou o ala/armador Mião, do Cerrado Basquete.

O treinador do Cerrado Basquete analisou a estreia de Luís Mendonça na equipe candanga. “O Luís comandou a partida, pegou rapidamente o sistema de jogo, mas temos que fazer ajustes pra conhecer os companheiros. Certamente, ele vai nos ajudar e vai crescer ao longo do campeonato”, ressaltou o técnico Alexandre Jackson.

Foto: Carlos Teixeira/EB Comunicação

O próximo confronto do Cerrado Basquete é no dia 31, quando enfrenta o Brasília Búfalos no primeiro clássico candango em Liga Nacional, às 17h, no ginásio da AsCEB.

O Cerrado Basquete tem o patrocínio da Corretora Seguros BRB, Green Ambiental, Iesplan, Bluefit Academia e da Esportes Brasília Comunicação.

Categorias: noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *